Saber Local

Publicado em Segundo Livro - Para Sempre SE(R) Soldado do Amor
 

È preciso preSERvar,
adubar e divulgar,
para que nossas raízes
possam criar assa e voar.
O limite é o limite do nosso próprio trabalho.
Acredite!


“Um mercado
Uma história
E muitas vidas”,
Que precisam SER vividas,
Ainda que, depois da partida,

Os seus exemplos de vida
Sejam vida por muitas vidas,
Pra não dizer
- Mas já dizendo -,
Por toda a vida,

Esquecê-las é não viver
a nossa própria vida,
Correndo ainda o sério risco
Da injustiça cometida.

Havendo o crime do esquecimento,
Que espero
Seja de nossas vidas varrido
Aí sim,
Caminharemos dioturnamente
Com a consciência assumida
Na SERteza
Da história com dignidade repetida.

Seja antes, durante, ou depois,
Da partida.
 
<<voltar