Título: Pare Sempre SE(R), Soldado do Amor
Ano de Publicação: 1999
Edição:
Editora:
Síntese da Síntese do meu segundo lançamento, intitulado: PARA SEMPRE SE(R) – SOLDADO DO AMOR!


Como tudo e todos, estamos divinamente interligados, o que nos falta, uns mais, outros menos, mais todos sem exceção é trabalhar mais e mais a humildade, para entendermos tamanha MAESTRIA!
   Dando seqüência prática aos nossos propósitos, e em sintonia fina com o todo, continuamos inovando em mais este lançamento, conforme abaixo exemplificamos:
   Vamos lá, dia 02 de setembro de 1999, Palácio Cruz e Sousa, recepcionei os convidados para este lançamento da seguinte forma: (Não excluímos nada e sim sempre incluímos, portanto além dos brinquedos de infância do primeiro lançamento, tais como, peteca, pião, bilboquê, cinco mais, neste novo lançamento, incluímos corda de pular, bolinhas de gude ( mais de 1.200 Huma mil e duzentas bolinhas) para decorar o ambiente e servir de recordação daquela noite aos convidados. Assim aconteceu também com a música, neste além do tecladista, do violinista e do flautista, incluímos um saxofonista, e mais atores e atrizes para teatralizarem os meus poemas, (UM SHOW – UM ESPETÁCULO)!)
    Oportunidade, que o POETA - anfitrião, apresentou-se perante ao seu público literário, caracterizado, representado (o) com soldado do AMOR, com o chapéu feito de jornal e um barquinho de papel de nome, Bandeira Ecumênica, em uma das mãos e na outra a exemplo do primeiro lançamento, jogando bilboquê, momento em que cria sempre de improviso sob a luz e benção do CRIADOR um texto onde leva a todos a uma profundo reflexão, cuja mensagem neste ano foi a seguinte:
    O titanic infelizmente naufragou, mas, ele fez muito veio, quando disse: nem ELE me fará naufragar, e fez ainda mais e mais feio, quando não tinha salva-vidas para todos e selecionou por classe social.
Este barquinho que aqui apresento e me acompanha deste a minha mais tenra idade, na doce, legendária, histórica e heróica LAGUNA, comandado e abençoado por ELE como está sendo e assim sempre será, fará, com (ser)teza, o mesmo trajeto do titanic e não haverá no mundo iceberg que o fará naufragar!